0
contratar um advogado

Empresário de Palmas, por que contratar um advogado?

É certo que grande parte dos micro, pequenos e médios empresários já contam com o serviço de Assessoria Jurídica, porém, muitos ainda questionam sobre a real necessidade da advocacia preventiva no cotidiano empresarial. Parte dos executivos ainda tende a encarar o serviço de assessoria jurídica como custo e não como um investimento capaz de evitar perdas significativas, passando a contratar um Advogado quando já está diante de um cenário desfavorável e, por vezes, já consolidado um estágio irreversível de prejuízo iminente.

Alguns empresários ainda acreditam que a advocacia possui atuação limitada quanto ao contencioso, isto é, em processos judicias que tramitam perante o Poder Judiciário, e que, por não possuírem ou possuírem poucas ações judiciais, não necessitariam de uma assessoria Jurídica contínua e participante das próprias atividades da empresa.

Esquecem-se, porém, que as questões que envolvem a administração da empresa possuem também o foco jurídico, como exemplo regularização de atos societários em junta comercial; a formalização de contratos para o desempenho da atividade empresarial; a recuperação de créditos não pagos; a prévia análise de contratos, visando proteger a empresa de eventuais contingências; a elaboração de planejamento tributário, maximizando lucros e reduzindo a carga tributária; a proteção às informações sigilosas da própria empresa, e das negociações de que a mesma participa; a implantação de gestão de compliance, dentre outras possíveis atuações, pertinentes ao universo técnico jurídico, cuja ausência repercutirá em diversas áreas da empresa, gerando prejuízos não provisionados.

Além disso, cabe recordar que o Judiciário está abarrotado de processos e a lentidão dos processos judiciais é enorme. Evitar a morosidade dos trâmites processuais é imprescindível no ambiente negocial, célere por sua natureza. Daí a necessidade de utilização de meios alternativos de resolução de conflitos, outra aptidão conferida legalmente ao profissional da advocacia.

Aderir a Assessoria Jurídica ao planejamento empresarial, é cercar-se da segurança adequada para o desempenho das atividades negociais sem entraves, com riscos dimensionados e livre de prejuízos não provisionados, viabilizando o crescimento no ambiente corporativo, de intensa concorrência, sendo ferramenta necessária para se sobressair na multidão.

Autor: Jorge Eduardo de Souza Martinho